Scup

Desde o início da pandemia, ficou clara a força do Marketing digital para o seguimento dos negócios em meio a um cenário tão instável. Dentro desse universo online, dois meios se destacam por sua grande força: o e-mail marketing e as redes sociais

 

Quando combinados, estes dois podem ter um grande potencial de conversão e ajudar na manutenção de negócios, especialmente em contextos economicamente complicados.

Primeiramente, é necessário entender que a pandemia mudou os hábitos do consumidor e isso impacta o mercado

Quando uma crise chega, o primeiro que acontece é o rompimento do contexto previamente estabelecido. 

 

No caso, por exemplo, da crise decorrente a pandemia, isso pôde ser fortemente identificado. A quarentena, fez com que as pessoas que antes tinham uma rotina extremamente agitada, agora ficassem em casa por tempo completo.  

 

É impossível falar que isso não impacta os hábitos do consumidor.

 

Segundo dados da Anatel, Agência Nacional de Telecomunicações, o  uso da internet no Brasil cresceu durante a quarentena: o aumento foi entre 40% e 50%. Isso significa que o contexto do consumidor passou a ser muito mais online do que antes. 

 

Isso favoreceu a ascensão de novos hábitos, redes sociais como o Tik Tok tiveram um “grande boom”, novos influenciadores surgiram, lojas físicas se reinventaram trazendo suas versões digitais. As pessoas começaram a consultar mais suas caixas de entrada de e-mail buscando por novidades e atualizações.  

 

O mundo mudou e com isso se comprovou a importância das redes sociais e das campanhas de marketing por email, que combinados podem ser o fato chave para o  sustentamento dos negócios nesse momento. 

 

Entenda abaixo, as melhores maneiras de usar essa combinação para reforçar seus negócios em meio a um período de crise: 

Unindo estratégias para fortalecer os negócios

Estar onde o cliente ou o lead está é o primeiro objetivo de qualquer empresa. Com o que já foi visto por aqui, já deu para entender que a presença online é obrigatória. 

 

São muitos os meios em que a presença digital pode ser executada e  uma das principais estratégias é unir o e-mail marketing e as redes sociais. 

 

A razão dessa combinação é muito simples, as redes sociais estão se fortalecendo cada vez mais nos últimos anos, ganhando uma importância forte entre os usuários por diversos motivos e o e-mail marketing é um método tradicional de comunicação direta com o público-alvo. 

 

Por isso, um bom método para se comunicar com o consumidor nesse momento deliciado é impactar o usuário por redes sociais e complementar o relacionamento com ele através do e-mail marketing. 

 

Existem diferentes maneiras de fazer isso. Que tal entender melhor algumas delas?

Encantando o usuário pelas redes sociais para chegar até a sua caixa de entrada

Encantando o usuário pelas redes sociais para chegar até seu e-mail

A maioria das redes sociais possibilitam explorar recursos visuais de maneira forte, seja através de imagens ou de vídeos. O que é uma grande oportunidade para atrair leads e encantá-los.

 

Explorar um feed coerente, imagens profissionais, vídeos com conteúdos interessantes e relevantes para o usuário, tudo isso faz com que ele se engaje com uma rede social. 

 

Ao realizar um bom engajamento, o usuário começa a ter um relacionamento com a marca e isso é fundamental. 

 

Em meio a um período de crise, quando existe um contato com um conteúdo relevante para ele, a  empresa começa a ter um caráter que vai além do negócio, é como se eles tivessem uma relação de amizade.  

 

Outro fator importante em meio a momentos delicados, como, por exemplo a pandemia, é demonstrar empatia. Por exemplo, no exemplo mostrado anteriormente se nota que até o avatar da marca ganhou uma “máscara”, mostrando como ela se posiciona em relação ao período. 

 

Aproveitar esse momento para realizar ações como webinars,  promoções ou até mesmo promover conteúdos exclusivos que são liberados às pessoas interessadas com a condição que elas forneçam seus endereços de e-mail, é uma boa ação para captar seus dados e transformá-las em leads. 

 

Dessa forma é possível chegar até suas caixas de entrada e começar uma conversa com os leads por e-mail, estreitando ainda mais a relação. 

E depois que se chega até a caixa de entrada, o que fazer?  

Ao chegar até a caixa de entrada do lead, é importante dar-lhe as boas-vindas e continuar a conversa que estava tendo com ele nas redes sociais.

 

Se, por exemplo, ele forneceu seu endereço de e-mail com a finalidade de receber novidades de uma marca, é importante enviá-lo uma confirmação do seu registro e também uma pequena mensagem para recepcionar-lhe, já que agora ele faz parte do banco de dados da marca .
Depois do e-mail chegar na caixa de entrada do consumidor, o que fazer?

Porém, assim como nas redes sociais é importante manter uma conversa com o usuário e não parar no primeiro envio de e-mail marketing. Por isso, manter uma frequência de envios para ele é algo positivo. 

 

É importante ressaltar que assim como nas redes sociais, a curadoria de conteúdo e o fator visual são super importantes. 

 

Dessa maneira, na hora de enviar um e-mail marketing é necessário pensar sempre em temas relevantes para o destinatário, indo além do caráter promocional. Além disso, cuidar da estética de uma newsletter é fundamental.  

 

Em um período de crise, vale reforçar mais uma vez, que assim como para as redes sociais, os melhores temas para serem explorados são os que se relacionam ao momento de maneira solucionadora de problemas e empática. Informando sobre o estado do negócio, trazendo informações e comunicados oficiais da marca, mostrando que de fato ela apoia o lead/cliente.

Encantando o usuário pelas redes sociais para chegar até a sua caixa de entrada

Como efetivamente colocar no ar uma estratégia de e-mail marketing e redes sociais? 

Agora que já se entendeu a importância desses dois meios e como utilizá-los, a questão que ainda fica é, como de fato implementá-los?

 

Há quem pense que para isso, tudo acontece de maneira manual, mas na realidade,  existem ferramentas para automatizar esses dois tipos de processos. 

 

Porém, antes de implementar as campanhas em ferramentas, é importante pensar na estratégia digital como um todo, para assim fazer com que as mensagens que  impactarão um lead sejam coerentes dentro do mesmo contexto. 

 

Depois disso, é hora de inserir de fato as campanhas dentro de ferramentas de e-mail marketing e redes sociais, assim facilitando o trabalho.

 

São muitas as opções de ferramentas de redes sociais, um exemplo delas é o Scup

 

Esse tipo de plataforma é interessante porque não só te ajuda a gerenciar os perfis do seu negócio, como também oferece insights inteligentes sobre o seu negócio através dos relatórios de monitoramento e atendimento.

 

Assim como com as ferramentas de redes sociais, existem muitas para que se possa executar o e-mail marketing, como, por exemplo a Mailify.  Esse tipo de plataforma permite o envio automático de e-mails, personalização, criação de layouts para newsletters e diversas outras funções. 

 

Mailify é a plataforma para executar o e-mail marketing

Por que não começar a utilizar essa combinação para se comunicar durante a crise? 

Com tudo que foi visto por aqui, fica claro que essa combinação é eficaz! Esse é o melhor momento para adotar esse mix de estratégias e fortalecer um negócio em meio a um período de crises e incertezas.

 

Escrito por Andressa Gonçalves de Almeida 

Deixe Sua Opinião

(Your email address will not be published. Required fields are marked)