Scup

Já faz alguns anos que as campanhas políticas deixaram de ser decididas em uma única frente. Nas últimas eleições, as redes sociais tiveram um papel enorme na vitória e na derrota de candidatos, sendo fundamentais para conseguir votos.

 

E você com certeza consegue pensar em algumas campanhas políticas recentes que envolveram intensamente as redes sociais, não é mesmo? Afinal, a vida de praticamente todas as pessoas está ligada às plataformais digitais e a política não foge disso.

O que campanhas políticas e redes sociais têm a ver

A população brasileira passa mais de 9h conectada à internet e esse número tende a aumentar ainda mais conforme mais pessoas têm acesso a celulares mais sofisticados. Atualmente, são 230 milhões de smartphones em uso no país. Isso significa que, para se comunicar com os brasileiros, é preciso estar presente nas redes sociais.

 

Para isso, não basta apenas ter um perfil e eventualmente publicar algum conteúdo por lá.  Campanhas políticas de sucesso envolvem o gerenciamento de redes sociais, que permite um relacionamento mais próximo com os eleitores. 

 

Quer saber como? Continue lendo!

Entenda o que seu público pensa

Uma das funções dos políticos é conversar com seus eleitores e entender o quais são suas necessidades. Na prática, é impossível para qualquer candidato falar com todas as pessoas de um município, estado ou país – é muita gente.

 

Na internet, porém, a conversa pode envolver muito mais gente do que presencialmente. É claro que, para isso, é necessária uma ferramenta de gerenciamento de redes sociais. Ela será a responsável por coletar o que está sendo dito e colocar tais informações em relatórios – manualmente, a tarefa de ouvir todos os eleitores de um local é praticamente tão impossível na plataformas como no mundo físico.

 

Com uma ferramenta, porém, o trabalho fica mais fácil. As redes sociais são o lugar no qual as pessoas emitem opiniões (favoráveis ou desfavoráveis) e deixam claro quais são seus interesses. 

 

Um monitoramento de redes sociais permite entender diversos pontos importantes dessas conversas, resultando em um ótimo insumo para  campanhas políticas. É possível entender o que pensam de você, o que veem como pontos fortes e fracos da sua atuação passada, percepções sobre a campanha em andamento e muitas outras informações valiosas para montar uma estratégia.

Fique de olho nos concorrentes

Saber o que os eleitores pensam de você e de sua campanha política é necessário, mas não se pode esquecer dos adversários. Antes das eleições, os embates com outros políticos é constante e é preciso estar preparado para debater com a concorrência.

 

Uma ferramenta de gerenciamento de redes sociais permite que você acompanhe não só o seu desempenho nas redes sociais, mas também o dos adversários. 

 

Da mesma forma que saber o que pensam sobre você é um ponto positivo na hora de montar a sua estratégia, ter esse tipo de informação sobre os outros é uma vantagem competitiva.

Identifique fake news

As redes sociais são fundamentais na campanha política de candidatos a prefeitos, deputados e presidentes porque estão imensamente presente na vida dos eleitores. A proporção que as informações divulgadas na internet podem tomar são gigantescas – e uma notícia falsa pode causas grandes estragos.

 

Apesar dos esforços das plataformas, as fake news estão cada vez mais presentes nas redes sociais e é preciso se atentar a elas. Com uma ferramenta de gerenciamento de redes sociais, é possível acompanhar quais notícias estão circulando e identificar qualquer informação que seja falsa.

 

A rápida identificação de fake news pode significar um aumento ou uma perda de pontos nas pesquisa eleitorais, já que a prontidão levará a uma resposta mais rápida. Nessas horas, quanto antes, melhor!

Gerencie crises

Em campanhas políticas, as crises são comuns – o período que antecede as eleições é longo e muitas coisas acontecem. As fake news estão entre os riscos que um político corre, mas não é só isso. 

 

Na internet, qualquer atitude pode se tornar viral – seja ela virtual ou não. Por isso, é preciso que os profissionais envolvidos na campanha estejam atentos ao menor sinal de crise.

 

Assim como no caso das fake news, a rapidez na resposta frente a uma crise é fundamental para manter a imagem construída e não deixar que qualquer problema afete os esforços tidos até então. 

 

As ferramentas de gerenciamento de redes sociais permitem a identificação de crises – seja por alertas, por um dashboard ou por relatórios – e garantem que as atitudes para contornar a situação serão tomadas a tempo.

A importância de gerenciar suas redes sociais

Estar presente nas redes sociais já nem é mais uma questão. Se relacionar com seus eleitores é a chave para campanhas políticas vencedoras, por isso é preciso criar canais nos lugares onde eles estão, sobretudo no meio digital, isto é, nas redes sociais.

 

O próximo passado, porém, não pode ser feito de forma manual, usando as plataformas nativas como Facebook, Twitter e Instagram. Os usuários, assim como os eleitores, são muitos – e é difícil conversar de fato com todos.

 

As ferramentas de gerenciamento de redes sociais, então, ajudam os políticos a entenderem melhor seus eleitores, o que eles pensam e de que maneira eles próprios podem ajudar a sua comunidade.

 

Além de fornecer informações relevantes, as plataformas de gerenciamento também permitem que ações sejam rapidamente identificadas, garantindo que a campanha política não será afetada por eventuais crises ou fake news.

 

Que tal estruturar as estratégias da sua campanha eleitoral com a gente?

 

Deixe Sua Opinião

(Your email address will not be published. Required fields are marked)