Scup

Desde o começo do ano, estamos monitorando as redes sociais com o Scup Social para saber quais são as intenções de voto do público para as eleições presidenciais deste ano. Os resultados desse tipo de estudo são interessantes para termos uma impressão dos reflexos das campanhas dos candidatos no ambiente digital. Vamos dar uma olhada em alguns resultados que obtivemos com a ajuda da ferramenta.

Baixe o Guia definitivo para campanhas políticas nas redes sociais.

 

O monitoramento foi criado considerando intenções de “voto” e “não voto” a 20 candidatos, de acordo com uma lógica que vamos explicar com mais detalhes nos próximos textos que produziremos. Desse modo foi possível saber quais foram os candidatos mais lembrados e de que forma eles foram lembrados. O Scup Social apresenta esses dados assim:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Do lado direito temos a proporção geral de menções aos candidatos no mês de julho de ambos os tipos de intenção de voto. Neste caso, o candidato Bolsonaro foi o mais lembrado, tanto por pessoas que não pretendem votar nele, quanto por seus apoiadores. Na parte esquerda da imagem vemos os números absolutos de citações e a classificação automática de sentimento que a própria ferramenta disponibiliza, sendo verde para menções consideradas positivas, amarelo para neutras e vermelho para as negativas.

 

Como estamos compilando esses dados desde março, criamos uma tabela e reunimos a quantidade total de menções entre os cinco primeiros colocados ao longo dos meses analisados:

Candidatos Março Candidatos Abril Candidatos Maio Candidatos Junho Candidatos Julho
Bolsonaro 3237 Bolsonaro 5089 Bolsonaro 6891 Bolsonaro 6313 Bolsonaro 24497
Lula 1347 Lula 4847 Lula 3711 Lula 3208 Lula 3682
Nulo 740 M. D’Ávila 1513 Ciro 717 M. D’Ávila 511 Alckmin 1556
Dória 533 J. Barbosa 921 Temer 689 Alckmin 507 Nulo 1162

 

Com base nesse levantamento, também conseguimos conseguimos traçar as tendências de intenção entre os presidenciáveis e comparar os desempenhos. Pra exemplificar, usamos o caso dos candidatos Bolsonaro e Lula, que desde o começo do monitoramento ocupam a primeira e a segunda colocação em número de menções, respectivamente:

 

grafico eleições

 

grafico 1

 

A ferramenta permite que nós coletemos insights sobre a performance dos candidatos nas redes sociais. Conseguimos notar, por exemplo, que um dos termos mais lembrados nas menções classificadas como intenção de “não voto” em Bolsonaro foi “radical”. Por sua vez, as citações de “não voto” em Ciro tiveram um número considerável de pessoas usando o termo “coronel”.

 

captura 2

 

Também criamos uma tag para medir a quantidade de intenções de votos nulos ou em branco. Veja como os valores oscilaram bastante desde março:

captura 3

 

As intenções de voto em Nulo e Branco também foram acompanhados de termos bem característicos que evidenciaram a descrença do público nos candidatos:

captura 4

 

O público

Também conseguimos entender melhor as características do público. Desde o começo do monitoramento, mais de 60 mil menções foram coletadas. Dessas, a maior parte foi feita por homens. Curiosamente, no entanto, se considerarmos somente as citações às candidatas, essa proporção aumenta justamente para o lado do público masculino, e levando em conta somente as intenções de “voto” a disparidade é ainda mais acentuada.

 

captura 5

Essas são somente algumas das possibilidades de um monitoramento nas redes sociais. Com o Scup Social é possível acompanhar de perto todos os passos e reações de uma campanha política. Aliás, se você trabalha com isso e quer ampliar seus resultados, converse com a gente. Nos acompanhe também nas redes sociais.

Deixe Sua Opinião

(Your email address will not be published. Required fields are marked)